Worksheet: Should You Trade in Your Gas Guzzler?

WATCHING HELPLESSLY AS the price at the gas pump ticks into the triple digits is enough to make any SUV owner want to ditch their fuel-hungry behemoth for something a lot less wasteful. But before putting the “For Sale” sign in the windshield consider this: You could actually lose money by trading in your gas guzzler for a more fuel-efficient car.

“While it may be tempting to trade in your big SUV after spending $100 to fill its gas tank, it is important you take everything into consideration before you decide to change vehicles or you may end up spending thousands of dollars to save hundreds,” says Jack Nerad, the executive market analyst for Kelley Blue Book, a provider of used and new vehicle information.

At first glance, a 2008 Ford (F) Escape Hybrid, which averages 32 miles a gallon, looks much more attractive than the 2006 Toyota 4Runner, which gets 17. Some quick math reveals that driving the Escape 1,000 miles at a current $4 a gallon would cost you just $125 in gas; the 4Runner, on the other hand, would need $235 worth — a $110 difference. Sure, it’s significant gas savings, but a few things are missing from the equation.

“It seems people are very focused on the immediate pain at the pump, but it’s important to think about how much it’s going to cost you all year and, if you make the change, how much will it save you,” explains Jeff Bartlett, the online deputy editor of autos for Consumer Reports.

To determine whether trading in your SUV for a more fuel-efficient car makes sense use our calculator, which takes into consideration such things as your driving habits, the trade-in value of your existing car and how much you still owe on it. Needless to say, many other factors come into play, including how long you’ve owned your car and additional ownership costs like insurance and sales tax. Here’s what SUV owners need to consider before they unload their gas guzzlers.

As a rule of thumb, selling your car within the first three years of buying it is a mistake. “[In the first three years] depreciation is greatest, you’ve just paid tax, insurance is high, most people are still making payments on a loan… you don’t have much equity in your car because you’re paying more interest in those months,” says Consumer Reports’ Bartlett.

Sell your car when it’s only two or three years old and you’ll get just 50% to 60% of the original price, says Karl Brauer, editor-in-chief of Edmunds.com, an auto information web site. Hold off for another couple of years, however, and it will sell for 40% to 50% of its original price. “You’d get twice the use out of it and its only dropping that value a little bit more.”

Don’t rely on your SUV’s resale value to help offset the cost of a new car — it won’t be worth anywhere near the amount you’d typically expect.

In a May report entitled “Don’t Sell Your SUV,” Kelley Blue Book said that the value of the average SUV has depreciated by as much as $5,000 dollars, or roughly 8%, over the past six months. Ordinarily, that type of depreciation occurs over a 12- to 18-month period, says Nerad. Essentially, SUVs are losing value at more than double the regular rate, mainly because of skyrocketing gasoline prices.

As values plunge, many SUV owners are discovering that they owe far more for their car than it’s actually worth. In these cases, the loans are considered “underwater” or “upside down.”

“If you’re trying to get rid of a car that you can only get $13,000 for and you still owe $20,000 on it, you have a $7,000 deficit before you even buy a new vehicle,” explains Brauer.

Car owners in this situation often refinance their existing loans into the new ones. Their monthly payments not only include what they’re paying for the new car, but what they still owe on the old car as well — plus interest, says Nerad. (This is the assumption in our calculator).

Thanks to the credit crunch, many upside-down borrowers won’t qualify for a new car loan at all. “The banks have tightened up, [they are] not willing to loan the money to get people to buy all of these cars,” says Marvin Hedrick, director of finance at a Chrysler dealership in Spring Hill, Fla. “Negative equity complicates it much, much more.”

SUV owners who are looking to sell will need plenty of patience. A survey by CNW Marketing Research found that, in April, the average SUV took more than 66 days to sell and, when it did, it sold for 20% less than its Kelley Blue Book value.

Some dealerships aren’t even taking SUVs and trucks right now, says Brauer. “It’s an extreme example, but that’s certainly the mindset. [SUVs] are public enemy No. 1,” he says.

There is a silver lining for those willing to wait. Kelley’s Nerad predicts that prices for SUVs will bottom out soon, and demand will pick up as drivers face the oncoming winter. In the meantime, Lisa Featherngill, the director of financial and estate planning for Winston-Salem, N.C.-based wealth management firm Calibre, suggests that SUV owners hang onto their gas guzzler and buy an inexpensive fuel-efficient car they can use for their daily commute. Then, when it comes time to go to Costco or take the family on a road trip, they can fire up the SUV.

Don’t forget to consider all the extra charges that come along with buying a new car. Sales tax, for example, can run as high as 5% in some states, says Featherngill. Buy a $20,000 car and the sales tax could easily cost you another $1,000.

You’ll also have to register the car with the DMV — for a fee. And depending on the car, you might have to pay more for insurance, too.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Cuidados que devermos ter com nosso carro

O carro é normalmente, o primeiro ou o segundo bem mais caro da população em geral e necessita de cuidados para aumentar sua vida útil e valorizá-lo no momento da revenda.

A peça – ou conjunto de peças – mais cara do veículo é o motor. E, para prolongar sua vida útil necessitamos adotar alguns cuidados básicos que listamos a seguir.

Dicas que vão aumentar a vida útil de seu carro

Sempre verifique o nível de óleo do motor

A finalidade do óleo é reduzir o atrito entre as peças do motor, se o nível estiver menor que o recomendado ele não vai cumprir a função adequadamente elevando o desgaste podendo até fundir o motor.

Para realizar a verificação é muito simples, basta retirar a vareta de óleo que fica próximo ao motor. Normalmente essas varetas possuem um indicador que mostra o nível adequado. O momento ideal para checar é quando o motor estiver frio, momento em que o óleo estará em seu nível real.

Troque o óleo com regularidade

Outro ponto fundamental, sempre realizar as trocas de acordo com as especificações do fabricante, que pode variar de 5.000 km a 10.000 km. As consequências do não atendimento dessa recomendação será a aceleração do desgaste do motor, tendo em vista que com o passar do tempo ele vai perdendo suas propriedades.

Consulte o manual do proprietário seguindo suas recomendações e fique atendo ao período de troca.

Nunca sobrecarregar o cárter do motor

Muitos de nós temos o costume de encher o cárter sem saber as consequências que isso pode ter. Cada veículo possui o nível ideal. Nunca o ultrapasse, pois isso pode levar ao superaquecimento do motor, resultando em acidentes.

Deixe a tampa do reservatório de óleo sempre limpa

Essa recomendação deve-se ao fato de algumas tampas do reservatório serem magnetizadas, e por isso atrair e acumular pequenas partículas de metal, que podem interferir diminuindo o desemprenho.

Seguindo as recomendações que listamos aqui você certamente terá um motor “saudável” por um bom tempo, além de economizar no momento em que for revender.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Venda de carros para deficientes dispara em 2017

A despeito da melhora dos índices econômicos, queda da taxa Selic e da inflação, o patamar de vendas de veículos tem se mantido relativamente baixos. Segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) o volume de venda hoje é o mesmo de 11 anos atrás.

Segundo balaço divulgado pela entidade que representa as concessionárias, 628,9 mil carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus foram comercializados nos quatro primeiros meses de 2017. Desde 2006, quando foram vendidas 548,7 mil unidades nos quatro primeiros meses, não se via número tão baixo entre períodos equivalentes.

Apesar das notícias ruins nesse mercado, existe um segmento desse mercado que pode comemorar bons números. Esse segmento é o mercado de veículos destinados aos portadores de necessidades especiais e de outras moléstias.

Números divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores a venda para consumidores desse segmento saltou de 42 mil unidades em 2012 para 139 mil no ano passado e hoje respondem por 8,3% dos negócios no País.

O desconto para compra de carro zero quilometro pode chegar a 30%, resultado da isenção de IPI, ICMS, IPVA e IOF.

Como funciona a lei que permite que pessoas que contenham algumas doenças tenham desconto

A lei que concede o benefício está em vigor há mais de 20 anos, mas até 2013 fazia jus ao benefício apenas quem portava deficiência física, mental ou visual. A partir de então ela foi estendida a portadores de mais de 30 moléstias e a seus pais ou responsáveis, desde que não tenham condições de dirigir. Também fazem jus os idosos com mobilidade ou sequela reduzida pela idade ou por outra doença.

Veja aqui quem tem direito a isenção na compra de veiculo zero.

Como conseguir?

É necessário, em todos os casos, obter relatório médico por profissional credenciado pelo Detran e pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo Rodrigo Rosso da Associação Brasileira da Indústria, Comércio e Serviços de Tecnologia Assistida (Abridef) o País tem 46 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência e “muitos cidadãos que possuem algumas dessas doenças têm direito à adquirir carro com isenção, mas desconhecem seus direitos”.

Vendas de carros para esse seguimento

Carro para deficientesEnquanto as vendas totais no mercado de automóveis reduziram 21% no ano passado, as vendas para esse público cresceram 31,5%.

De olho nesse mercado, as montadoras têm procurado se adaptar à lei, uma vez que apenas os modelos que custam até R$ 70 mil fabricados no Mercosul (acima disso perde-se a isenção de ICMS) fazem jus à isenção total dos impostos.

Mais de 90% das vendas são de veículos somente com câmbio automático, sem necessidade de adaptações, segundo Rosso. O contador Cícero da Silva Menezes conta que fez uma intervenção cirúrgica na coluna e passou a sentir dores gigantescas ao dirigir carro com câmbio manual. No ano decorrido, obteve a isenção de tributos e comprou um Ford EcoSport automático.

A burocracia e a demora na análise dos processos são as principais reclamações. Obter uma nova CNH e transferir por vários órgãos não raro passa dos seis meses. Instante ele, o carro custava R$ 77 mil, mas, recolhendo alguns acessórios, como a roda de liga delicado, caía para R$ 70 mil. Sem os impostos, saiu por R$ 50,1 mil. “Agora, não sinto mais dor ao dirigir”. Em 2016, a Ford negociou 4.820 veículos para gente com deficiências, ou 2,6% de suas ligaduras totais. Para a Toyota, o segmento fica com 6% das suas vendas. No primeiro bimestre, os processos da Fiat Chrysler no pedaço cresceram 130% ante o período de 2015.

Se o auto precisa de adaptações, as montadoras indicam empresas certificadas para nutrificar a garantia da produção. A Cavenaghi, na loja há 48 anos, arquivou alta de 23% no faturamento em 2016 e a diretora Mônica Cavenaghi espera nova alta de 12% a 13% neste ano. “Nos cinco anos anteriores, o crescimento médio foi de 10%”.

Assita a reportagem do programa “Hoje em dia” da Record que trata do assunto

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

O seu seguro automóvel é barato?

Você está recebendo um seguro automóvel barato? Esta lista irá ajudá-lo a obter um seguro automóvel barato – qualidade não barato, mas barato em sua carteira! Obtenha sua apólice de seguro de carro e compare suas economias com esta lista para ver se você está recebendo todas as economias que você tem direito, ou imprima e use-a ao obter uma nova política ou obter uma cotação de seguro on-line.

Maneiras de mudar o seu seguro de carro atual para o seguro automóvel mais barato

Dispositivos de roubo

A maioria dos carros novos tem dispositivos de roubo. Alguns são automáticos e alguns precisam ser iniciados com o toque de um botão, mas todos geralmente obtêm descontos no seguro de carro. Além disso, alguns estados oferecem descontos extras para coisas como o esboço de janelas.

Desconto de carro múltiplo

Você sabia que às vezes segurando dois carros pode ser o mesmo preço que um seguro? Se não for o mesmo preço, segurar outro carro normalmente não custa tanto quanto você pensa.

E se você tiver 2 carros, é muito sábio verificar com seu agente de seguros, ou ao obter sua cotação de seguro on-line, para garantir que você possa obter esse desconto no seu seguro de carro. Além disso, se você está planejando vender um segundo carro, o truque de seguro automóvel barato seria manter esse carro apenas responsável por obter o desconto de seu carro múltiplo. Às vezes, as pessoas ficam surpresas quando chamam sua companhia de seguros de carros para tirar um carro de seu seguro, apenas para descobrir que o preço deles não diminuiu, mas possivelmente aumentou!

Políticas anuais

Escolher uma política anual pode ampliar suas economias no seu seguro automóvel. Comprar uma política anual em vez de uma política de seis meses oferece uma taxa que não pode ser alterada por um ano. mudando a cada seis meses.

Cobertura de armazenamento abrangente

Se você planeja armazenar seu carro por qualquer período de tempo, você pode economizar em seu seguro de carro apenas mantendo cobertura abrangente durante o tempo de armazenamento. Como o carro seria armazenado, é muito improvável que ele coloque uma colisão ou precise da cobertura de responsabilidade.

Quilometragem: Esta é uma ótima maneira de obter um seguro automóvel barato: se você está realmente perto da desaceleração “milhas para trabalhar”, você pode querer verificar sua milhagem de perto. Quando sua companhia de seguros de carro ou agente de seguros lhe pergunta “Quantas milhas você dirige para trabalhar de uma maneira?” Esta é uma questão crucial que irá designá-lo em uma classe específica. Cada classe pode ter diferenças significativas nos preços.

Afiliação de Organização

Muitas empresas oferecem desconto no seguro de carro por estarem afiliadas a certas organizações. Estes podem variar de cooperativas de crédito, feiras de faculdade ou apenas ter um determinado cartão de crédito. Ligue para o seu centro de serviço e peça-lhes uma lista da afiliação da organização.

Responsabilidade / abrangência / colisão / pagamento médico Coberturas: claro, você pode reduzir suas coberturas básicas. Comprehensive e Collision são provavelmente os primeiros a diminuir, aumentando suas franquias no seu seguro automóvel. A maioria dos veículos que estão em empréstimos bancários pode ter até uma franquia de US $ 1000. Em seguida, reduzir sua responsabilidade e os pagamentos médicos podem ajudar, mas somente se você tiver dificuldade em pagar seu prêmio e não é recomendado para economia geral.

Pagamentos de EFT: muitas companhias de seguros de automóveis estão cobrando US $ 5,00 ou mais por pagamentos por correspondência, mas, às vezes, nada se você optar por ter pagamentos automaticamente deduzidos. E, às vezes, as deduções podem vir do seu cartão de crédito, então você não precisa se preocupar se o dinheiro estiver em sua conta bancária quando chegar o tempo de pagamento.

Veja mais assistindo o vídeo.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Já é possível usar o smartphone para abrir o carro

Primeiramete a Continental desenvolveu uma tecnologia que torna desnecessário o uso de auto-falantes nos carros, desta vez foi a tecnologia chamada de porta inteligente, que permite que as portas abram de forma autônoma, sem qualquer contato do motorista, tornando inúteis o uso de maçanetas, as fechaduras mecânicas e as lâminas nas chaves do automóvel.

Aliás, elas poderiam ser desbloqueadas por um smartphone em ocorrências de emergência, mesmo quando quando o automóvel estiver sem bateria.

É raríssimo ter que espetar a chave na fechadura para destrancar um carro novo. O mais usual é destravar o veículo remotamente pela chave ou unicamente retirar a fechadura, caso o carro tenha entrada sem chave. Para a Continental, este formato de destrancar os veículos é inadequado para um horizonte de compartilhamento de veículos e de serviços de aluguel de carros por hora. Sua intenção é, também, contribuir o destravamento do veículo quando ele permanecer sem bateria. Hoje a solução para veículo com partida sem caminho é usar a placa escondida na própria chave, que deverá acionar uma fechadura escondida na maçaneta. E nem interminavelmente os proprietários sabem disso A fechadura de emergência do novo Volvo XC60 fica por trás da maçaneta (Henrique Rodriguez)

A grande varanda do sistema, batizado de Continental Smart Access (CoSmA), é ter um rodeio independente no módulo de poder da porta do jóquei. Seu fardo é autônomo para penetrar a expediente mais de um hábito. Desbloqueio seria ativado pelo conhecimento NFC, usada tanto para mudança de dados entre smartphones porquê em cartões de porte público. Neste caso, a chave de emergência seria o smartphone do proprietário, onde uma chave virtual com dados invioláveis seria armazenada. Este zero seria enviada ao talento pelo próprio veículo em seguida autenticação. Para levante término, o sistema usa vários módulos Bluetooth Low Energy (BLE) ou NFC domiciliados no veículo para fixar o smartphone autorizado ajuntado e fora do auto. Logo que um íntimo virtual autorizado for detectado, o sistema emite visto para furar o veículo. Portanto, não há urgência de uma chave mecânica. Quando o smartphone for similar o sistema vai examinar o código transmitido e romper a porta. Com leste sistema os fabricantes terão mais indulgência com o design, já que não precisarão mais desenvolver uma chave convencional com lâmina, nem botar fechadura de emergência.

Na realidade, até mesmo as macetas ficarão obsoletas e poderão ser retiradas para melhorar a aerodinâmica. Bastará revelar-se com a chave de apropinquarão para acessar o veículo. A Continental apresentará o CoSmA no Salão de Frankfurt, na próxima semana, mas quando não divulga estimativa para que seu regulamento chegue a carros de objeto.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário